EnglishPortugueseSpanish

Conheça as principais atrações de Alter do Chão, no Pará

Home / Blog / Conheça as principais atrações de Alter do Chão, no Pará

Conheça as principais atrações de Alter do Chão, no Pará

O Brasil é um país de dimensões continentais, com cerca de 7.367 km de litoral e com praias belíssimas ao longo dele. Mas, se eu lhe dissesse que uma das praias mais bonitas do país é banhada por um rio, você acreditaria? É isso mesmo! Estou falando de Alter do Chão, uma vila que fica às margens do Rio Tapajós, no Pará.

Esse destino atrai turistas brasileiros e estrangeiros e já foi reportado por veículos de imprensa internacionais, como o canal de TV Francês TF1 e o jornal inglês The Guardian. O último classificou o local como uma das mais belas praias do mundo, chamando-o de Caribe brasileiro por suas águas cristalinas, areias claras e paisagens belíssimas.

E pra saber um pouco mais sobre o paradisíaco Alter do Chão, fique com a gente!

Como chegar em Alter do Chão?

É possível chegar ao local de barco ou de avião. Quem optar pela segunda opção, deve desembarcar no aeroporto de Santarém, sendo que os voos que aterrissam na terceira maior cidade do Pará partem de Brasília, Belém ou Pará.

Alter do Chão é uma área pertencente ao município de Santarém, porém, fica a 30 quilômetros de lá. O acesso até a vila pode ser feito por terra, de carro ou de ônibus, pela rodovia PA-457, pavimentada. Você também pode chegar de barco pelo rio Tapajós, em um trajeto que leva cerca de 3 horas.

Quem optar por ir de ônibus, após sair do aeroporto deverá pegar o coletivo para o centro de Santarém e descer no Shopping Rio Tapajós. Depois, fazer a baldeação para o ônibus que vai da cidade até Alter do Chão.

Chegando de Barco

Além dos barcos que partem de Belém, Manaus, Santarém e outras cidades da região, há também os cruzeiros nacionais e internacionais que saem dos mais variados locais e têm Alter do Chão como destino final ou como um dos pontos de passagem.

Qual é a melhor época para visitar?

As belezas de Alter do Chão podem ser apreciadas em qualquer época do ano e dá para personalizar um roteiro de acordo com seus gostos. No entanto, é preciso lembrar que a paisagem muda com o nível do Rio Tapajós.

Para quem pretende curtir as praias, a melhor época é de agosto a janeiro, quando o rio está mais baixo e as faixas de areia ficam mais à mostra. No primeiro semestre, a vila é mais visitada pelos amantes do turismo ecológico, das trilhas e passeios de barcos pelas florestas submersas, como a Floresta Misteriosa.

Festa do Sairé

Festa mais antiga da Região Amazônica brasileira, celebrada há cerca de três séculos, a Festa do Sairé é uma mistura cultural com manifestações folclóricas, procissões fluviais e shows com músicas regionais.

Em seu ápice, acontece a disputa tradicional entre os blocos do Boto Rosa e do Tucuxi, no Sairódromo — como é chamado o espaço reservado para a apresentação.

Os blocos fazem apresentações temáticas nas quais os botos se tornam belos rapazes que precisam seduzir as moças da região, tal qual é relatado na lenda centenária. Aliás, os botos de verdade estão presentes na região e podem ser vistos com frequência.

Quais são os principais pontos para se visitar em Alter do Chão?

Alter do Chão não é chamado de Caribe brasileiro à toa. Suas águas cristalinas e mornas dão credibilidade ao apelido carinhoso e justificam sua posição entre os destinos nacionais mais procurados.

Ao chegar no centro da vila, o turista pode visitar a Praia do Cajueiro, que oferece uma excelente infraestrutura — com quiosques e restaurantes que servem pratos típicos da culinária local, como o tucunaré na chapa e os bolinhos de piracuí.

Perto dali fica o principal cartão-postal de Alter do Chão, a Ilha do Amor — que na verdade é uma península. As areias brancas do local ficam submersas durante a cheia do Rio Tapajós. Assim, a melhor época para visitá-la é no segundo semestre do ano.

O local também possui quiosques com pratos locais, além dos passeios de barco. Para chegar à Ilha do Amor, você pode tomar um barco no centro por um preço bem acessível. Se a viagem for no fim de ano, é possível chegar até a ilha andando.

Floresta Nacional do Tapajós (FLONA)

Estando na Amazônia, você não pode perder a oportunidade de vivenciar as belezas e as peculiaridades da maior floresta do mundo.

Alter do Chão é uma ótima região para você conhecer as riquezas da fauna e da flora da floresta amazônica, além de poder visitar as comunidades ribeirinhas, com os seus igapós, igarapés, praias de água doce e lagos.

Para ter uma experiência ainda mais imersiva, tire alguns dias para viver como os locais — a maioria das comunidades são receptivas e estão preparadas para receberem os visitantes.

Os nativos levam os grupos para fazerem trilhas, mostrando como é realizada a colheita de matéria-prima para os produtos que eles produzem, como o látex, a palha e o mel.

Na comunidade Anã, existe um redário para que os turistas possam aproveitar mais ainda a experiência imersiva.

Ponta do Cururu

Ponto final dos passeios de barco, a península de 2 quilômetros de extensão é o local que a maioria dos turistas escolhem para curtir o pôr do sol, que “pinta” o céu com uma belíssima palheta de cores. A Ponta do Cururu também é um excelente lugar para a visualização dos botos.

Praia de Pindobal

A praia fica em Belterra, muito próxima a Alter do Chão. Com boa estrutura ao logo de toda a extensão, quiosques que servem drinques, aperitivos e refeições, o acesso é fácil e pode ser feito por automóvel ou barco, partindo da vila.

Praia de Ponta de Pedras

A Praia de Ponta de Pedras ganhou esse nome pelas belas formações rochosas presentes em toda a faixa de areia. Localizada dentro da área que abrange a Ilha do Amor, a praia conta com restaurantes que servem iguarias locais e boas opções de hospedagens.

Igarapé do Camarão

Próximo à Ilha de Santana, na Lagoa Verde, o Igarapé do Camarão possui águas cristalinas e está em um local mais preservado da floresta, com fauna e flora riquíssimas.

E não é só isso! Também é possível participar de ação voluntária através da ONG Projeto Saúde e Alegria; muito atuante na região da Amazônia no desenvolvimento territorial, saúde comunitária, empreendimentos sustentáveis e educação.

Como você pode ver, visitar Alter do Chão é mais do que uma viagem para curtir boa praia e culinária. É uma valiosa experiência de contato com a natureza, além de uma possibilidade de conhecer e viver novas culturas. Essa combinação é altamente enriquecedora e faz da viagem muito mais do que um simples momento de lazer.

Gostou do post e quer descobrir como ter uma experiência ainda mais grandiosa? Confira o texto que fizemos sobre como você pode mudar sua percepção de mundo a partir de uma viagem. Aproveite!

0 Compart.

Michel Leão 0Comentário(s)
0 Compart.

© 2018 Todos os direitos reservados

Chronus Viagens e Turismo
Av Diederichsen, 1100 Conj 22 - Vila Guarani (Z Sul)
São Paulo - SP | CEP: 04310-000
Tel.: (11) 2246-2885 / 5011-0635
E-mail: contato@chronus.tur.br